Plaquinha, RGA, Microchip: Identificar seu pet garante a segurança dele!

A iniciativa de identificar os pets está cada vez mais forte nos últimos tempos, graças a fatores como evolução tecnológica e a consciência dos tutores, afinal amar é cuidar e proteger. Medidas como: plaquinha de identificação, RGA e microchip são algumas opções e vamos falar um pouquinho de cada uma delas nesse post.

Plaquinha de identificação

Essa medida deve ser adotada assim que você trouxer um novo amigo de quatro patinhas para casa! É muito importante que as informações da plaquinha, como seu nome e contato de telefone estejam legíveis.

Verifique periodicamente o estado de conservação da plaquinha, se ela está firme na coleira ou se a mesma não está incomodando seu pet. Caso seu peludinho tenha alguma condição médica especial, considere inserir isso na plaquinha, tornando ela mais completa em caso de uma emergência.

Alguns tutores optam por inserir um telefone de algum familiar ou amigo de confiança também.  O mais importante é que essas informações estejam atualizadas!!!

RGA

O Registro Geral do Animal é obrigatório por Lei no município de São Paulo a todos os cães e gatos com idade superior a 3 meses de idade e facilita a localização dos tutores no caso de animais perdidos.

O RGA consiste em carteira timbrada e numerada, na qual constarão dados do proprietário e do animal, e plaqueta de identificação com número correspondente ao do RGA, que deverá ser fixada à coleira do animal.

Como obter o registro?

O registro é realizado no Centro de Controle de Zoonoses, ou estabelecimentos veterinários credenciados (listagem abaixo). O proprietário precisa apresentar:

• CPF;
• RG;
• Comprovante de residência;
• Atestado de vacina contra raiva emitido e assinado por médico veterinário ou comprovante do Centro de Controle de Zoonoses do município expedido nos 12 meses anteriores ao RGA;
• Não é necessário levar o animal;
• Serviço gratuito.

Microchipagem

A microchipagem é um método de identificação que implanta na pele do seu peludinho um minúsculo dispositivo que irá armazenar um código numérico único. Não se trata de rastreador, na verdade, este código será como um RG do seu melhor amigo. Por isso, implantar um microchip é identificar permanentemente o animal.

Alguns microchips vem com um QR CODE em formato de placa, que traz acesso as informações do tutor do pet perdido.

 

Fonte: Site Prefeitura SP e Portal Melhores Amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *