Por que os gatos gostam de arranhar os móveis?

Instinto

De acordo com a veterinária Tatiani Camargo, especialista em felinos da Vet Quality Centro Veterinário, a necessidade de arranhar objetos está relacionada ao instinto dos gatos.

“Essa necessidade tem correlação, principalmente, com a demarcação territorial. O gato deixa suas marcas tanto por meio de feromônios presentes nas patas quanto por uma questão visual, mesmo”, afirma a profissional. “Ou seja, é algo instintivo, e não uma ‘vontade’ dos felinos de ‘estragar’ o sofá ou a cama.”

Para Tatiani, independentemente do tipo de tecido, os gatos preferem arranhar superfícies verticais, em locais de maior passagem. “Para evitar estragar móveis, é possível fazer uso de arranhadores verticais, de quina de parede ou de proteção de braços de sofá, por exemplo. Há, também, feromônios específicos tanto para incentivar como para repelir as arranhaduras em determinados locais.”

Um estudo feito pelo Grupo de Estudos Científicos da Cão Cidadão (GEC) feito com quatro tipos de tecidos apontou o preferido dos gatos de estimação quando o assunto é arranhar. A pesquisa foi conduzida por Alexandre Rossi, zootecnista, especialista em comportamento animal e sócio-fundador da Cão Cidadão.

O estudo selecionou dois tecidos mais comuns em móveis (chenille e couro sintético) e outros dois mais comuns vendidos como “antigato”, o gorgurão impermeável e o suede. Foram confeccionadas estruturas semelhantes a arranhadores comerciais, envoltas com os tecidos e, por meio de câmeras com sensor de movimento e luz infravermelha, foram filmados 150 gatos para detectar suas preferências.

O preferido dos felinos foi o chenile. Os menos queridos foram o couro sintético e gorgurão impermeável. “Assim, é possível que evitar usar o chenille e utilizar o couro sintético ou gorgurão impermeável para revestir mobílias estofadas possa reduzir danos nos móveis”, afirma Rossi. Segundo a Cão Cidadão, o estudo está em fase de submissão para uma revista científica internacional, e as conclusões podem sofrer alterações.

Artigo retirado do Portal Melhores Amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *